TRUE

logo-site

“Dá vontade de entrar na tela e atender junto”: como é a rotina dos intensivistas que ajudam crianças em estado grave por telemedicina no RS

Modelo pretende qualificar o atendimento pediátrico durante um período de maior demanda nas internações

 

Leia mais em GZH no link abaixo

“Dá vontade de entrar na tela e atender junto”: como é a rotina dos intensivistas que ajudam crianças em estado grave por telemedicina no RS

AN